REVITALIZAÇÃO DA FASHION WEEK DE MILÃO

As marcas de Milão estão unindo forças para revitalizar a semana de moda da cidade, que tem sofrido com ajustes de calendário e falta de investimento. A novidade é que os grandes nomes por trás das grifes, como Miuccia Prada, Angela Missoni, Ermenegildo Zegna, Renzo Rosso, Carla Sozzani e Silvia Venturini Fendi, entre outros, estão pessoalmente envolvidos na questão, pedindo apoios financeiros e discutindo temas como calendário de desfiles, assuntos relacionados à indústria e a procura de um CEO para a Câmara. “Somos todos culpados, designers e empresários. Fomos egoístas e não aproveitamos as oportunidades que nos foram dadas nos anos 1990. Simplesmente acreditamos que Milão continuaria a ser um sucesso”, confessa ao “WWD” Patrizio Bertelli, CEO da Prada, marido de Miuccia e vice-presidente da Câmara Nacional de Moda Italiana.

memopad1

Patrizio Bertelli e Miuccia Prada

Na terça-feira passada (14.05), Bertelli convocou uma reunião em que dividiu os envolvidos em grupos, cada um com uma missão. E muito embora os detalhes ainda não estejam definidos, algumas diretrizes já foram estabelecidas. Uma delas é a decisão de fazer a semana com seis dias de evento. “Não vamos adaptar-nos aos calendários dos outros e não vamos mover as nossas datas. Se a Anna Wintour não vier, problema dela, é ela que deve adaptar a sua agenda”, diz Bertelli. A frase faz uma referência à questão da “trombada” de datas das semanas de Milão e Paris. Como Paris tem mais força, muitos editores importantes pulavam o último dia de Milão para seguir direto para a capital francesa, obrigando os principais estilistas a se espremerem em quatro dias de evento.

Financeiramente, a Câmara vai poder contar agora com mais dinheiro. No começo do próximo ano, as atividades se iniciarão com os cofres recheados, devido à generosidade das marcas associadas que, além da contribuição voluntária, pagam à câmara um valor proporcional ao seu lucro. “As marcas grandes estão sendo muito generosas já que cada uma escolhe com quanto quer contribuir. Isto é um sinal de maturidade, generosidade e altruísmo”, diz Mario Boselli, chairman da Câmara Nacional de Moda Italiana.

Outra questão é que não há renovação na moda de Milão. Bertelli também lamentou que os designers mais novos apresentassem as suas coleções sempre nos últimos dias de evento, quando a imprensa e os compradores já haviam deixado a cidade. Os seus desfiles serão, a partir de agora, distribuídos durante a semana. Esperamos que com estas iniciativas, Milão recupere sua força e visibilidade no cenário de moda internacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s